Desejo as Borboletas Azuis


Desejo as Borboletas Azuis

O Teu outono
foi por assim dizer o destino
da minha Primavera
forrada de borboletas azuis…

O voo…

Volúpias
entre o sol e as violetas…

Entre nossas mãos submersas
vai-se aproximando a paixão…

A nudez das palavras,
a luz,
o prumo do voo rodopiante…

Entre prados matinais,
entre lábios e beijos,
tatuagens…

Brilhos,
gemidos das magnólias
apertadas nos dentes…

Desejo…ai…

…lubrificado braile dos dedos…
Outono Primaveril…

Beijo a beijo…

Robert


3 comentários:

Denise Matos disse...

Bom dia Robert...
Belíssima construção poética!
Aplausos e bjos em seu coração...
Tenhas uma ótima semana! &:)

Bia Hain disse...

Oi, Roberto, poema lindo e sensual, como sempre. Inspiração máxima na frase "lubrificado braile dos dedos". Ai! Um abraço!

Engel von zarovich disse...

Primeiramente belíssimo blog e lindas
poesias Segundo gostaria de saber se você aceitaria uma parceria com meu blog ele é mais voltado para cultura gótica e a poesia faz parte da cultura gótica aguardo resposta espero que positiva. olink pro meu blog é http://siebendarkangel.blogspot.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...