Carência dos gemidos



Carência dos gemidos



Quando a amo ela geme…hum…parece ,
que o mundo se isola em transparências…
Terra fértil e selvagem em ais emudece,
Procuro nas estrelas a magia das essências.


Meu corpo suado em labirinto do gozo incontido,
Pelo perfume primaveril que os poros exalam.
E em cheque mate da tesão ao gozo perdido,
Em que os suspiros do prazer jamais calam...


Queria eu encarnar o desejo eternamente,
Ao lado dela…ama-la…beija-la…lamber os sentidos.
Ouvir sua alma gemer rasgando o lençol inocente,
Enlouquecida pela impura carência dos gemidos…


Minha alma é amante de seu gozo e delicadeza
De como beija meu corpo quente e suado…
Em que em dueto escaldante gemeu com certeza,
Nas asas da paixão amei e fui amado…



Robert

2 comentários:

Nalva disse...

É lindo e sensorial,meu POETA preferido!
beijos!

Anónimo disse...

Hum...*hoje/ontem* amanheci assim, carente de um certo alguém....com saudade de uma certa pessoa...amando mais e mais a cada dia...não me canso de declarar meus sentimento...acho que nunca fui tão sensivel e romantica como nos úlitmos tempos... estou amando alguém....um dia digo quem é....não pergunta muito, tá!!! Amo amar ele....beijos Yluna

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...