Que titulo lhe darias?

As palavras hipnotizam o sono
e a música baila com o sangue fervilhante
ao primeiro grito surge o primeiro orgasmo…
Falta o ar à bambaleante combustão! Hummm…
A terra treme em teus braços ao entrar em ti
o uivo ofegante que solto de língua em riste
rasgando a timidez no cento das tuas carnes ,
uma respiração na sombra lambe o calor elegante…
Há tesão que entra pelas paredes da terra
lâmpadas que acendem iluminando as sombra
onde começo a delinear no silêncio teu corpo cavalgante
a torre extática que se entende-se sem regras…
A plenitude animal no interior de uma boca
cospe fogo puro …olhos nos olhos…
Dorso no dorso sou a mão que teus seios anseiam
sou o teu lábio que aperta a coxa da tua coxa
sou nos dedos toda a redondez que entra no corpo
gritos de sombra que conhece a luz …penetração…
Sinto a garganta agreste…bebo a tua água…

Robert



2 comentários:

Sandra Amorim disse...

Eu diria que esse tesão tem que ser colocado para fora, pq senão, vc vai explodir,rs... Ai poeta, tu instiga, tu gosta,rs... E nós também! bJusssss

Denise Matos disse...

Boa tarde Robert, a sensualidade contida em teus textos são sempre presente para os leitores. Aplausos...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...