O VERBO AMAR



O VERBO AMAR



Entre tuas pernas perdi- me em carícias,
Corremos pelos íntimos desejos descalços.
Foram apertados os nós que dás em abraços
Que prendem nossas loucuras vitalícias.


Entoaram em grito as dores fictícias,
Disfrutam genitais em apertados espaços…
Enlouquecidos e gozados nossos paços
São erotismos tatuados em delícias...


Salteadoras línguas em rastro quente,
Prazer imortal que em nada pode alterar
As faces rosadas do amor ardente…


No chão enraizamos os corpos a suar,
A ternura dança com o tesão demente
Explorando por completo o verbo amar...



Robert

5 comentários:

Juliana Castelar disse...

"O Tesão"!...rs O Amor! Essa conjunção tem que existir! E bem a flor-da-pele... coisa boa de sentir. Apaixonante e instigante como sempre os teus versos. beijos

Jessica Neves disse...

Lindo mesmo,

Paixão ardente em plenos versos arrebatados de desejo e prazer
ao compasso do verbo AMAR

Beijinhos *

Jessica

♥ SANDRA AMORIM ♥ disse...

Epa! Mas o negócio tá é bom,rs
Beijooo

Anónimo disse...

Jesus Me Abana....Que homem fogoso...tesão nos poros...assim vc me mata...ai se te pego....rsrsrsrs...delicia! Yluna Angel

Nalva disse...

O que tem de mais bonito em sua erótica poesia?

O sexo com amor...Sabe que isso é coisa de mulher...e de poetas?...Pois é,os homens "normais" separam o amor do sexo...fazem sexo como fazem xixi...descarregam,se aliviam...

Beijos Poeta!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...