Vinte e Quatro Rosas


Vinte e Quatro Rosas

Sou poeta que escreve sobre os amores,
louco cheio de paixão neste pobre coração,
e hoje envio com carinho para as 24 flores,
um pouco de mim, um beijo…minha mão...

És tu Kelllen Cristine que não tens maldade,
És tu que me conheces e tudo mereces,
És tu minha amiga, porque desconheces
a falta de amor carrasca da sensibilidade.
És tu Regina com jeito de menina em beldade
flor do jardim solarengo onde foste criada,
Aí vives na poesia da canção desviada.
És tu Esmeralda…escrita e vivida na ilusão
És como a linda e charmosa rosa em botão,
neste jardim na minha mão tu és pura e imaculada.

És tu Gabriela que ao romper da aurora
plantada em Cravo e Canela escutas apaixonada...
Vestes-te de Primavera e sonha acordada.
És tu Camila que tiras a água à nora
Depois espalhas perfume pelos campos fora,
És tu Cássia que roubas ao vento e a tua pureza,
Cantando junto da Acácia com singeleza…
És tu Pricila cantando amor que mais te realça,
Exposta ao sol correndo na felicidade descalça,
Cheia de graça e beleza...

És tu Bianca que teus lábios nunca pintaste,
És linda sem efeitos como se tal fosse veneno…
És tu Adriana…toda tu cheiras a flor no feno
neste campo dourado onde trabalhaste…
És tu Adilma o verdadeiro e doce contraste
de uma bela flor, uma flor delicada…
És tu Suely que muito pelos pintores pintada
é impossível não poder parecer parecer bela…
És tu Rosangela que brilhas mais do que ela,
Tu és a flor no meio de tantas, também amada.

És tu Telma que o Jardineiro te tem na mão,
Inda assim acho esta poesia tão pouco…
És tu Fabiana por quem o sol sente um desejo louco,
de guardar-te no coração!
És tu Renata assim coisas mais belas são
insinuante e linda criatura da natureza…
És tu Kesli, sim és tu que tens toda a grandeza
dessa beleza que como jardineiro almejo…
És tu Isabelle que tens tudo quanto desejo,
como se fosse a gentil camponesa…

És tu Renatta que sonhei um dia outrora
nos verdes campos entre as borboletas amarelas...
És tu Josely que foste sonhada acordada na aquarelas
dos pintores que invadiram o jardim onde você mora…
És tu Luiza que fazes chorar o Outono se a Primavera demora,
És tu que emprestas à vida o amor com certeza…
És tu Raquel em que o rimmel brilhou com destreza de Duquesa…
nos pátios do Palácio que tua beleza realça…
És tu Aldilene que o sapato de Cinderela calça,
sem que seu Príncipe perca a Realeza...

És tu Josiane que os poetas apaixonaste,
naqueles jardins em que sorriste e amaste
És tu Kátia que a 24 Rosas completaste…
fazendo uso do pólen que o Beija Flor te doou..
entre flor e flor, uma flor beijou…
És tu Kellen que aprendi a gostar na poesia
aquela que o poeta admirou e abraçou
no começo de cada dia…..

Robert



(Poesia dedicada a 24 lindas meninas Kellen e suas amigas...beijos)

6 comentários:

Juliana Castelar disse...

Oi...oi...oi! Vim agradecer em nome das 24 Rosas o carinho... Ficou linda! Beijos na Alma

Anónimo disse...

Robert parabéns pelas lindas poesias...sempre que posso leio todas, isso é um DOM maravilhoso, colírio para meus olhos...Parabéns!!

bjos
Esmeralda

Bia Hain disse...

Oi, Robert, bela homenagem a que fez, que mulher não gosta de receber o oferecimento de uma rosa? Um abraço!

Denise Matos disse...

Um primor de homenagem ,Robert!Mereces todos os aplausos, bjos em seu coração...

Flor Morena disse...

Bonita homenagem... é gratificante ser lembrada... Parabéns às rosas a este jardim... Como eu sou Flor do campo, o espaço do jardim não foi deixado para mim.

Nalva disse...

Querido poeta...todas as flores sorriram ao te ver chegar...pensaste que estava encantado com tanta beleza,mas sem os cuidados de um jardineiro as flores perdem viço...

Então...é tu que encanta a elas todas...e todas te amam...

E eu também!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...