Pele


Pele

Hoje sinto-me flutuante, voraz, amante…apetecido
pela mística noturna dos animais nos cios selvagens
dos orgasmos erguidos no princípio do fim doutros…

Hoje pressenti os gemidos rasgarem a pele do silêncio
ao ritmo cavalgante do bater dos corações
eram véus entre os véus…véus de poros de mim e de ti
que possui em todas as vezes nos espaços incomensuráveis
e secretos que nos nossos corpos nómadas
plenos e nus bebemos ofegantes nos oásis outrora desertos
Ah...ah…ahhhh…mais quero mais…quero…
Quero ter razões para ter saudades dos nossa própria pele...

Robert

4 comentários:

Nádia Santos disse...

Comecei bem o dia! Muito excitante... Abraços!

Sandra Amorim disse...

Robert, acho que existe uma razão para sentir saudades das próprias peles... o amor... Bjs Querido, fique na paz!

Denise Matos disse...

Lindo, caliente, excitante texto, querido Robert! Lindo demais!!!
Aplausos, tenhas um ótimo final de semana.
Bjos aos montes em seu coração... :)

Bia Hain disse...

É a famosa sensação da "coisa de pele". Quando há química, não há o que apague o rastro deixado de um no outro. Um abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...