Sonhos perfumados


Sonhos perfumados

Bebi toda a paixão do perfume
entre os seios donos da fautoria
de um anjo que desperta o silfo
das palavras da delicada poesia

Deus da guerra ou Rei apaixonado
seu trono escravizado se ajoelha
à beleza primaveril do ser alado
de flecha de prata…luz… centelha.

A solidão mentiu na minha frente
dizendo que tinha alma abandonada
num passado triste sem presente
preso na morbidez proclamada.

Mas teu beijo cor púrpura viva
ofegante no meu ouvido murmurou
que talvez essa mentira seja lasciva
e que libidinosa nossa paixão pintou.

A beleza da Rosa tem espinhos duros
cortantes da minha pele saudosa
golpes dos machados cruéis e esconjuros
que só vivo longe do sonho da bela Rosa…

Anjo…Rosa…Princesa da delicadeza
serias Rainha Sereia dona do Atol
com quem me afogaria com certeza
ou dona do vento onde seria Rouxinol..

No meu sonho não vivo sem um suspiro
onde corro nu entre perfumada folhagem
e mergulho nas águas de papiro
onde pinto com lágrimas tua imagem.

Nenhuma das lágrimas é aflita ou ansiada...
são pinceladas de amor…sonhos de sonhador.
Mentiste solidão!…no sonho tenho amada
lá ela é flor…luz…gozo…paixão…puro amor.

Bebi toda a paixão que corre sobre o lume
entre os seios por quem o sonho delira…
Se um dia acordar matarei o perfume
que minha alma respira….

Robert

2 comentários:

Denise Matos disse...

Bom dia querido Robert... um lindo sonho de amor do qual não se deseja acordar...
Meus sinceros aplausos pela majestosa inspiração. Bjos...

Mel disse...

Dizer que essa poesia é linda é redundância...

Cada estrofe trás uma surpresa,um botão em flor,um gosto,um perfume,uma delicadeza...É genuína Poesia...O que dizer mais?

É uma poesia completa!
Parabéns Poeta!

Beijos poéticos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...