Naufraguei em ti por ti…


Naufraguei em ti por ti…

Mar distante em que somos cúmplices

da lembrança que altiva a insónia

onde esqueço tudo menos o ar da tua boca,

onde o silêncio me exista….

Cego pela névoa tua ausência me perturbaria

mais que qualquer distância intemporal…

Naufraguei no sal da tua pele

gritei emaranhado nos teus Cabelos,

mordi teu dedos onde se esconde a tua vida…

Mãos fugitivas do outrora que te procuram

entre o desnorte de sagitário…

As ondas se confundem e chocam

onde acordei desfalecido à beira mar.

Robert

2 comentários:

Sandra Amorim disse...

Robert, seja bem vindo de volta! Fico feliz por estar renascendo... Um beijo de sua amiga que te admira mt, Sandra Amorim

Bia Hain disse...

Oi, Robert, estava com saudades dos seus poemas. UM abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...