Tu e eu


Tu e eu

Luas, sedas, beijos molhados e rosas,
gemidos, sussurros e apelos vorazes.
Dois algarismos vertidos e audazes,
dissimulados em simetrias carinhosas.
Orais que se abraçam enlouquecidas,
molhadas, e abdominais gritantes…
Subtil sorte das castidades amadas,
que os beijos molhados desfizeram
em orgasmos pintados em telas rasgadas,
epopeias que correm em digitais profundos
e corroem virgindades a que se declaram,
mudos e sufocados nas respirações suadas .
Ahhhh…encaixados juntamos dois mundos
em penetração inesgotável e pura.

Robert

3 comentários:

Bia Hain disse...

Oi, Robert! Fico fascinada com a maneira sensual e ao mesmo tempo encantadora que trata o sexo em suas postagens. "Abdominais gritantes": que coisa mais linda!É de suspirar! Um abraço!

Sandra Amorim disse...

Epaaaaaa...rs... Sua maneira sensual de escrever é tudo! Sem vulgaridade,com muita sensualidade e clareza. Beijoooooo

Nalva disse...

A sutileza na poesia erótica é tudo...Para o homem que é completamente visual...talvez seja como ver uma mulher insinuante...com um bocadinho de seio á mostra,um rasguinho delicado na saia,mostrando levemente as coxas...

Para a mulher, as palavras...um sussurro ao pé do ouvido,uma música,um olhar...e finalmente as preliminares...

O Ato em si,é o fim...é como uma mulher completamente nua, palavras impensadas e não sentidas, o explicíto,o vulgar...é o fim!...

O bom é o antes,o plano,o sonhar...Imaginar...COLOCAR A IMAGEM NO AR...

Mulher faz amor 24 horas antes do ato...começa em pensamento...e acho que poetas também...por isso exercem tanto fascínio!

Linda poesia...um PRAZER que nos dá a cada leitura!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...